13 de novembro de 2021

Minha sobrinha de novo

Por rick086

Voltei com minha sobrinha, na verdade ela e sobrinha de minha mulher, passamos eu e minha esposa, bebendo uisque e assistindo filme, qdo começamos a transar, so que qdo eu bebo demoro muito a gozar, e pelo grossura do pau minha começa a reclamar, entao acabei ficando na mao. Como era véspera de carnaval, blz. amanha eu dou o troco, so que nao foi bem assim, ela foi ver o outro sobrinho dela e meu filho foi brincar na casa de um amigo, fiquei novamente sozinho, pensei minha sobrinha podia estar aqui agora, e nao e que deu certo passaram meia hora , eu acho ela chegou toda gostosa, shortinho enfiado na bunda, blusinha mostrando os peitinhos, eu ja tava no

 

computador, ela bateu na porta entrou, cade todo mundo, eu disse so to eu, ela deu um sorrisao, e falou, caraca, ele nao pode ouvir minha voz que ja pula, ela ta falando do meu pau, levantei da cadeira encostei a porta, abaixei o volume da tv, coloquei ela sentada no chao com a cabeça encostada no sofa, tirei meu pau pra fora e comecei a bater de leve na sua cara, com o pinto, nossa ela fazia cara de safada, deitou bem a cabeça no sofa, ainda sentada no chao, entao comecei a deslizar meu pau na sua boca ate o fundo ela foi soltando a baba, aquilo foi me dando muito tesao, qdo eu ia gozar, parava e lambia sua boca, sua boceta, seus peitinho, e começava tudo de novo, perguntei quer dar o

 

cu pra mim, ela falou que nao so chupeta, e porra na cara, nossa, tirei o pau da sua boca, e chupei novamante sua buceta, eu ja gozo bastante, entao dei o saco pra ela chupar, engolia as bolas, e continuava chupando meu pau, ja tinha uns 15 minutos que ela tava me boqueteando, entao deixei ate que nao aguentando mais, comecei a mijar na sua cara de tanta porra que saia do meu pau, que delicia de gozada, ela engolia o que podia, esfregava meu pau na sua cara toda, punhetava ele, nossa fuder a boca dessa guria e uma delicia, falei pra ela que sua boca vale muito dinheiro na zona, ela respondeu que era minha putinha de mais ninguem, e de graça.